Notícias e Informativos

Cartas da Campanha Papai Noel dos Correios poderão ser adotadas até o Dia 07 de Dezembro em Cantagalo

  • Fonte: Assessoria de Comunicação - Escrito por: Bruno Palma
  • Publicado em: 28/11/2018
  • Assunto: Cidadania e Justiça

Com a aproximação do Natal, época mais solidária do ano, a agência dos Correios de Cantagalo já iniciou a campanha "Papai Noel dos Correios". No município as cartinhas já estão disponíveis para adoção. De acordo com a gerência da agência local, os interessados podem adotar as cartas das crianças até 07 de dezembro.

Segundo os Correios, até o momento, em todo o estado, já foram recebidas e cadastradas 27 mil cartinhas. Deste total, cerca de 23 mil já foram adotadas.

Além das cartas das crianças, estudantes das escolas da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos também participam da campanha. Em Cantagalo existe uma parceria com a Secretaria de Educação e nesta edição serão contempladas 205 crianças matriculadas em uma das unidades da rede municipal de ensino.

Como surgiu

 

A campanha Papai Noel dos Correios nasceu pela iniciativa de alguns empregados que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartas escritas por crianças destinadas ao Papai Noel. Sensibilizados, os funcionários resolveram adotar eles mesmos as cartinhas e enviar os presentes.

Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção e acabou se transformando num projeto corporativo dos Correios.

 

Funcionamento da campanha

 

A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas e em seguida são disponibilizadas nas agências.

Os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados no blog da campanha.

Os presentes são recebidos nos pontos de entrega divulgados pelos Correios para que, posteriormente, os Correios realizem a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é divulgado ou informado ao padrinho.