Notícias e Informativos

Ações intersetoriais intensificam trabalho contra dengue e outras doenças em Cantagalo

  • Fonte: Assessoria de Comunicação
  • Publicado em: 05/02/2016
  • Assunto: Saúde

Semana teve início com mutirão de limpeza no bairro São José e reuniões com a comunidade nos bairros Santo Antônio e Triângulo

Cantagalo – Desde que as ações de luta contra o aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, tiveram início, em novembro do ano passado, a Prefeitura de Cantagalo vem intensificando não só o trabalho mecânico, como os mutirões de limpeza, que são organizados através de ações intersetoriais, contando com a participação de várias secretarias e de entidades de representação social, mas as palestras que são levadas a cada uma das oito áreas nas quais foi dividido o município, levando-se em conta a abrangência das oito unidades básicas da Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Esta semana, que antecede o Carnaval, começou com um mutirão que “varreu” o bairro São José, o mais populoso do município, com cerca de seis mil moradores, quando máquinas, caminhões e homens estiveram envolvidos no recolhimento de materiais, entulhos e todo o tipo de material que possa contribuir para a criação do mosquito, que tem se tornado uma ameaça mundial. Os agentes de endemias e comunitários de saúde também participaram com visitas domiciliares e orientações aos moradores.

– A ação no São José foi um grande sucesso, pois os próprios moradores se envolveram no mutirão, colaboraram na limpeza dos seus quintais e colocaram na rua o material, que foi recolhido pela Prefeitura e descartado em local seguro e ambientalmente adequado, conforme apontou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Essa não é uma guerra fácil, mas se todos nós fizermos a nossa parte, venceremos – disse o prefeito Saulo Gouvêa, que esteve acompanhando a ação no bairro.

Também esta semana, a Secretaria de Saúde realizou outras duas importantes reuniões com moradores dos bairros Santo Antônio e Triângulo. No Santo Antônio, a reunião foi realizada na sede do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), quando os moradores dirimiram uma série de dúvidas com os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde. A abertura foi feita pelo prefeito Saulo Gouvêa, que chamou a atenção para a necessidade de cada um reservar pelo menos 10 minutos por semana para vistoriar sua casa e seu quintal. “É uma campanha que já mostrou que dá resultado. Com esse tempinho semanal, conseguiremos vencer esta guerra, porque é uma guerra. Cabe a nós vencermos esse mosquito para garantirmos a nossa saúde”, disse.

No Triângulo, o encontro foi na própria sede da unidade de saúde. Durante as reuniões, tanto profissionais de saúde quanto moradores puderam apresentar sugestões para a campanha que o município, em parceria com vários órgãos e entidades, vem desenvolvendo e que consiste em provocar a participação da sociedade na luta contra o mosquito aedes aegypti.

A secretária municipal de Saúde, Vânia Huguenin, destacou vários pontos importantes do trabalho que vem sendo desenvolvido e apresentou os números da dengue em Cantagalo. Até esta sexta-feira, 5 de fevereiro, o município contabiliza 413 notificações, das quais 336 na cidade e 77 nos demais distritos.

Esses números foram apresentados conforme a área de abrangência de cada unidade da Estratégia de Saúde da Família. Na unidade Dr. Jorge Roberto Vieira de Barros, na parte alta do bairro São José, 80 notificações; na unidade Manoel Francisco de Paula Bon (Tatico), parte baixa do bairro São José, Santo Antônio e adjacências, 126 notificações; na unidade Djalma Dantas de Gusmão, que atende ao Centro da cidade, 53 notificações; na unidade Dr. João Nicolau Guzzo, no Triângulo e bairros adjacentes, 77 notificações.

Já nos demais distritos, a distribuição é a seguinte: na unidade Maria Luíza Huguenin de Souza (Santa Rita da Floresta, segundo distrito), 40 notificações; na unidade Eolo Caldas Capibaribe (Euclidelândia, terceiro distrito), 16 notificações; na unidade Líbio Paula Silva (São Sebastião do Paraíba, quarto distrito), sete notificações; e na unidade Dr. José Maria dos Santos Faria (Boa Sorte, quinto distrito), 14 notificações.

De acordo com a Vigilância em Saúde, órgão também ligado à Secretaria Municipal de Saúde, das 413 notificações de casos suspeitos, o município conta com 36 confirmações para dengue clássica através de exames laboratoriais.

NOVO HORIZONTE – Fechando a semana, o mutirão de limpeza e orientação aos moradores esteve no bairro Novo Horizonte, a cerca de sete quilômetros do Centro da cidade, quando homens, máquinas e caminhões recolheram entulhos e tudo o que pudesse armazenar água e colaborar para a proliferação do mosquito aedes aegypti.

AGENTES – Para reforçar o trabalho de busca e combate ao vetor das três doenças que vêm assustando o país, o prefeito Saulo Gouvêa assinou, em 9 de dezembro de 2015, os contratos de trabalho de mais seis agentes, dos quais quatro de combate às endemias e dois comunitários de saúde, que reforçam as ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Esses agentes foram aprovados através de processo seletivo público, também realizado ano passado, e ainda foram treinados para o trabalho, como parte da segunda fase do processo de seleção. Esses profissionais são responsáveis pelas visitas domiciliares e mantêm os primeiros contatos com os moradores. O município, que contava com oito agentes de combate às endemias, agora soma 12 profissionais.

Fotos: Gilmar Marques