Notícias e Informativos

Campanha de vacina contra gripe alcança mais de 50% do grupo prioritário em Cantagalo

  • Fonte: Assessoria de Comunicação - Escrito por: Bruno Palma
  • Publicado em: 13/05/2019
  • Assunto: Saúde

Mais de 3.400 pessoas já foram imunizadas contra a gripe em Cantagalo. Segundo o balanço divulgado nesta segunda-feira(13) pela Secretaria Municipal de Saúde, este número representa 51,61% do público-alvo. A 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no dia 10 de abril e vai até o dia 31 de maio. Somente no último dia D , realizado no dia 04 de maio, 875 doses foram aplicadas.

Em Cantagalo, a meta é vacinar pelo menos 5.400 pessoas, o que corresponde a aproximadamente 90% do grupo prioritário (total de 6.604 pessoas). No município, a vacina tem esquema diferenciado de funcionamento nas unidades. Em São Sebastião do Paraíba todos os dias de 8h às 16h. Em Boa Sorte, São José, no Nicolau Guzzo, no Djalma Dantas de Gusmão, de 13h às 16h. Em Euclidelândia e no Santo Antônio,  de 8h às 11h. E em Santa Rita da Floresta, na quarta-feira e sexta-feira, de 8h às 16h, demais dias de 13h às 16h,

- A vacina contra a influenza é uma das medidas mais efetivas de prevenção em relação à doença e suas complicações – atesta o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, que convoca a população a se proteger com as doses disponíveis nos postos.

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, a influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar a complicações graves e a óbito. Segundo ele, as crianças, as gestantes e os adultos com 60 anos ou mais são os grupos mais vulneráveis, por isso precisam se proteger.

A equipe de Vigilância em Saúde do Município, alerta que além de levar o Cartão de Vacina, é necessário levar o Cartão SUS.

  

Quem deve se vacinar?

 

Conforme a orientação do Ministério da Saúde, fazem parte do grupo prioritário:

 

  • Crianças de 6 meses a 5 anos e 11 meses;
  • Gestantes e puérperas (mães que deram à luz há menos de 45 dias);
  • Idosos com mais de 60 anos;
  • Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade.
  • Portadores de doenças crônicas (HIV, por exemplo) que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

 

A única contra-indicação é para pessoas alérgicas a algum componente da vacina, como a clara de ovos, usada na fabricação. Inclusive, quem já está doente se vacinar contra gripe, mas os médicos costumam indicar que a pessoa não tome a dose de imunização enquanto tiver febre.