Notícias e Informativos

Solenidade Vai Homenagear Ex-Combatentes E Celebrar 74 Anos Do Fim Da Segunda Guerra Mundial Nesta Quarta(08)

  • Fonte: Assessoria de Comunicação - Escrito por: Bruno Palma
  • Publicado em: 06/05/2019
  • Assunto: Cultura

A Prefeitura Municipal de Cantagalo, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, irá homenagear os Ex-Combatentes Cantagalenses e o Dia da vitória, relembrando os 74 (setenta e quatro) anos do fim da Segunda Guerra Mundial, nesta quarta-feira (08). O Evento acontecerá a partir das 09h na praça Zilda Estorani Guzzo, próximo ao Monumento dos Pracinhas. 

A iniciativa visa elevar a memória, história do Município e homenagear os combatentes, conscientizando os estudantes e a população sobre os combates e o fim da 2º Guerra mundial. A comemoração prestará homenagem ao ex-combatente ainda vivo , Alcides Ribeiro de Oliveira, que este ano irá completar 100 anos de idade e ainda em memória dos outros 14 cantagalenses que, juntamente com eles, participaram da Vitória na Segunda Grande Guerra. Haverá execução do Hino Nacional, Hino do município de Cantagalo, Canção dos Expedicionários e palestra com professores e pesquisadores.

 

Saiba Mais Sobre o dia da Vitória

O Dia da Vitória é uma comemoração feita anualmente em comemoração a Vitória dos aliados contra as potências do eixo, tendo seu ápice em 08 de maio de 1945 com a derrota da Alemanha Nazista. O Brasil declarou guerra à Alemanha e à Itália, após navios mercantes brasileiros serem bombardeados por submarinos das duas potências. Diante desta situação, o Brasil se viu obrigado a entrar na guerra criando em 1942 a Força Expedicionária Brasileira (FEB) em 1942, depois de o então presidente Getúlio Vargas, em acordo com o Presidente Americano Rosevelt formalizarem a participação do Brasil. Estima-se, que o primeiro grupo de militares brasileiros chegou à Itália em 1944 e contou com a participação de cerca de 25 (vinte e cinco mil) homens da FEB, 42 (quarenta e dois) pilotos e 400 (quatrocentos) homens de apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), dentre ele 15 (quinze) cantagalenses, convocados como soldados. Foram eles: Alcides Ribeiro de Oliveira,  Manoel Vieira dos Santos,  Nilson Bittencourt, Francisco de Oliveira, Henrique Boquimpani,  Inácio Viegas dos Santos, João Ecard da Rosa,  Juvenal do Carmo Neto, Manoel Morfino Storck,  Manoel Vollú,  Osvaldo Carreiro de Resende, Amélio Abrahin (Desembarcou antes de ir ao fronte), José Ribeiro, Sebastião Pontes, Virgílio Augusto Gomes.   Insta salientar, que o emblema dos combatentes brasileiros é uma cobra fumando. A versão mais reproduzida pelos livros de história diz respeito ao fato do Presidente à época, Getúlio Vargas, ter declarado “é mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra”, porém o Brasil entrou na guerra e em tom de chacota foi criado o símbolo.