Notícias e Informativos

Estão abertas as inscrições para a XXXIX Passeata de Bicicletas em Homenagem ao Dia do Trabalhador

  • Fonte: Assessoria de Comunicação - Escrito por: Bruno Palma
  • Publicado em: 24/04/2019
  • Assunto: Lazer e Turismo

A Secretaria Municipal de Cultura, Indústria, Comércio, Turismo, Esportes, Certames e Lazer promoverá no dia 01º de maio a XXXIX edição da passeata de bicicletas em comemoração ao dia do trabalhador. O evento, tradicional no Município, tem como objetivo comemorar o dia daqueles que tanto fazem pela cidade, além de proporcionar um dia de lazer e combate ao sedentarismo.

 

Os ciclistas saem da rodoviária a partir das 08h em direção ao Trevo da Aldeia, onde tem distribuição de água para a hidratação e retornam em direção à Praça João XXIII, recebem um kit de lanche e participam do tradicional sorteio de bicicletas e brindes doados pelo comércio local em parceria com a Prefeitura Municipal de Cantagalo.

 

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de abril na Sede da Secretaria Municipal de Cultura, Indústria, Comércio, Turismo, Esportes, Certames e Lazer na Rua Doutor Júlio Santos, N° 54, Centro, Cantagalo-RJ, das 11h30Min às 17h, mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível que será revertido em prol das instituições de caridade do Município de Cantagalo.

 

“A Passeata de bicicleta é um evento tradicional com mais de trinta e nove anos em nosso Município. Muito mais que uma simples pedalada pelas ruas da cidade, a passeata de bicicletas permite a interação entre diversas pessoas, o exercício físico e proporciona um momento de lazer para as famílias de nossa cidade e das cidades vizinhas. É muito importante a participação de todos”, declarou o assessor municipal de cultura Matheus Arruda.

 

 

SOBRE O DIA DO TRABALHADOR



O Dia do Trabalho teve origem na cidade de Chicago (EUA), quando milhares de operários, organizados pela Federação Americana do Trabalho, organizaram um grande paralisação. A greve teve início no dia 1º de maio de 1886, sendo que nesse mesmo dia foi iniciada uma greve geral que paralisou os Estados Unidos.

As condições de trabalho a que os trabalhadores eram sujeitados eram desumanas, tanto nos Estados Unidos quanto na Europa, onde também estouravam greves constantemente. A jornada de trabalho era de treze horas (no mínimo) chegando a até 17 horas. A reivindicação dos trabalhadores em Chicago era a diminuição da jornada de trabalho para 8 horas.

No dia 3 de maio, terceiro dia de paralisação, trabalhadores e policiais entraram em confronto, que acabou com um saldo de 50 feridos, centenas de prisões e 6 mortes. No dia seguinte, outro confronto aconteceu, resultando em mais feridos, presos e mortos. Os acontecimentos daquele início de maio receberam o nome de Revolta de Haymarket. Os líderes do movimento foram presos e responsabilizados pelas mortes. Alguns foram condenados a forca, outros a prisão perpétua.

Em junho de 1889, a Segunda Internacional (organização sindical), realizada em Paris, decidiu instituir o Dia Mundial do Trabalho, como forma de homenagear os trabalhadores mortos na Revolta de Haymarket, e para que todos os anos, nesse dia, os trabalhadores pudessem fazer suas reivindicações, como a redução da jornada de trabalho para 8 horas.

A França foi o primeiro país a legalizar o dia 1º de maio como o Dia do Trabalho, em 1919. Nessa mesma ocasião, a jornada de trabalho foi estabelecida em 8 horas.